ANEXO I - MUSEU DA INCONFIDÊNCIA


Fala Galera!

 

Neste artigo falaremos um pouco mais sobre o Museu da Inconfidência. Mais especificamente, falaremos sobre o seu “Anexo I”, espaço semi-independente com beleza e identidade própria. Para relembrar, antes de ser museu o prédio principal recebeu a Casa de Câmara e Cadeia, nesta época o carcereiro vivia ao seu lado, facilitando na lida e mantendo sempre a observância para casos suspeitos. O “Anexo I” que hoje visitamos já foi anteriormente conhecido como “Casa do Carcereiro”, enquanto destinada para este fim.

Sua localização é de fácil acesso, estando situado bem ao lado do Museu da Inconfidência (clique e veja a matéria completa), circundando a Praça Tiradentes. Nas proximidades encontramos vários outros atrativos que podemos visitar no mesmo dia, aproveitando melhor o tempo e conhecendo mais a nossa querida Ouro Preto. A exemplo citamos a Igreja Nossa Senhora do Carmo (clique e veja a matéria completa), o Museu do Oratório (clique e veja a matéria completa), o Teatro Municipal de Ouro Preto mais conhecido como Casa da Ópera (clique e veja a matéria completa), a Feira de Pedra Sabão bem na rua de baixo (clique e veja a matéria completa), e por último o Museu Casa Guignard (clique e veja a matéria completa).

O prédio é constituído por três salas, sendo elas o Auditório – Sala de Projeções, a Sala Manoel da Costa Ataíde, e a Reserva Técnica, além de um espaço aberto com jardim.

 

AUDITÓRIO – SALA DE PROJEÇÕES

A primeira sala que tem acesso à rua é o Auditório – Sala de Projeções, o espaço conta com infraestrutura necessária e é utilizado para mostras de filmes e documentários, cursos, palestras, seminários, lançamentos de livros e CDs, dentre outros eventos.

Com localização privilegiada, ele é permanentemente solicitado por instituições locais para a realização de eventos educativos e culturais. Tem capacidade de acolher 100 pessoas com total conforto e segurança, dispondo de foyer (recepção onde os espectadores aguardam o início de uma apresentação, ou tomam drinques nos intervalos) e banheiros próprios. A sala é equipada com mesa de som, microfones, DVD, vídeo cassete, tape deck, datashow, telão e palco com entrada para notebook e PC. A conjugação de uma monumental mesa do século XVIII, de qualidade excepcional, com poltronas de desenho moderno, no palco, para os acontecimentos de maior solenidade, dá ao conjunto um toque de sofisticação.

Atualmente a sala é ocupada pelo Cine Vila Rica. Para conhecermos mais um pouco de sua história nós vamos discorrer brevemente sobre sua trajetória:

O Imigrante italiano Salvatore Tropia (1891-1960) chegou a Ouro Preto no ano de 1896, com seus pais Vicenzo Tropia e Rosa Bonsangne Tropia. Desde jovem seu grande sonho era ter um cinema e em 1926 comprou uma pequena sala onde exibia filmes mudos, que funcionou provisoriamente no Teatro Municipal (Casa da Ópera). Mais tarde, na década de 30, construiu o Cine Central na Rua São José 105, onde atualmente funciona o Banco Itaú. Em 1963, o Cine Central foi fechado e reinaugurado em 1971 como Cine Salvador.

Mas o sonho de Salvador Tropia, era construir um cinema grande com muitos lugares e em 1953 arrematou o imóvel que abrigou o Liceu de Artes e Ofícios de Ouro Preto, de 1897 a 1953, para reformá-lo e transformá-lo em cinema. Como o prédio, em estilo arquitetônico eclético, era tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), foram necessários alguns anos de negociações para aprovação do projeto para a instalação do cinema, e em 1957 o Cine Vila Rica foi inaugurado.

Em 1985, o Cine Vila Rica foi fechado e vendido em 1986 à Universidade Federal de Ouro Preto, que manteve o funcionamento por alguns anos, sendo utilizado também para outras atividades. O prédio foi fechado para reforma e, por este motivo, hoje ocupa o Anexo I do Museu, dando sequência ao belo trabalho de difusão cultural través da sétima arte. Atualmente o Cine Vila Rica não trabalha com filmes comerciais, passando então a desenvolver mais ativamente Projetos de Extensão, Arte e Cultura e a elaborar diversas mostras gratuitas com várias temáticas.

 

SALA MANOEL DA COSTA ATAÍDE

Espaço destinado a exposições temporárias, a Sala Manoel da Costa Ataíde trabalha há mais de duas décadas com acervos patrimoniais - quase sempre com a colaboração de grandes museus nacionais - e renomados artistas plásticos contemporâneos.

No local, o antigo e o novo comparecem para demonstrar que não há incompatibilidade entre os dois, a arte e a cultura são um contínuo a atravessar os tempos. As exposições são sempre acompanhadas de programa de visitas orientadas e oficinas pedagógicas, realizadas pela Área Pedagógica.

Durante a nossa visita ocorria a exposição “estadia:”, trazendo conjunto de trabalhos desenvolvidos pelos artistas Andrea Lanna, Daisy Turrer, Liliza Mendes, Roberto Bethônico e Rodrigo Borges. Criado em 2015, o grupo vem trabalhando a noção de convivência como potencial criativo e, nos dois anos seguintes, compartilhou com o público do Museu da Inconfidência seus processos criativos e pesquisas em andamento. Agora, o Grassar retorna ao espaço com a exposição de arte experimental, que visa, como explica a sinopse, “colocar em convívio realidades matéricas e temporais de ordens diversas, tocar as camadas da memória, da história, da arquitetura, a partir da potência sutil dos pontos de contato".

 

RESERVA TÉCNICA

A Reserva Técnica acondiciona cerca de 70% do acervo museológico da instituição. Com estruturas confeccionadas em chapas de aço tratadas especialmente para a conservação das coleções, o espaço apresenta traineis articuláveis, porta-pallets, armários embutidos, monta-carga, prateleiras, mesas corrediças e módulos deslizantes, seguindo os mais rigorosos padrões técnicos.

O controle do conjunto armazenado é feito por meio de um sistema de catalogação denominado SCAM, especialmente desenvolvido pelo Setor de Documentação Museológica, que permite fácil gerenciamento e segurança do acervo. A catalogação, a pesquisa e o monitoramento do estado de conservação das peças são ações contínuas, desenvolvidas por profissional museólogo em parceria com os profissionais do Laboratório de Conservação e Restauração do Museu.

Utilizando modernos equipamentos técnicos, é feita a medição das condições ambientais para garantir a integridade do patrimônio cultural, preservando a memória do país.

 

JARDIM

O Jardim traz uma beleza à parte, podendo ser utilizado livremente pelos visitantes e trabalhadores do local. Possui algumas esculturas que anteriormente adornavam o Jardim Pagão do antigo Palácio dos Governadores.

 

Observações:

  • O Cine Vila Rica está em parceria com a Tour Ouro Preto e passamos a oferecer parte dos ingressos on-line. Agora podem garantir ingressos de forma 100% digital e gratuita. O novo sistema para retirada de ingressos on-line funciona de forma bem simples: as “Ofertas” estão disponíveis no site https://tourouropreto.com.br/empresas/cine-vila-rica.html basta clicar em “Resgatar Oferta”, fazer o registro e pronto! O ingresso será exibido na tela do celular, tablete ou computador.

 

Agradecimentos:

  • Agradecemos ao apoio e cordialidade com que a equipe do museu nos recebeu, em especial a Coordenadora do Cine Vila Rica Lâne Mabel Soares, a Coordenadora da Seção de Difusão do Acervo e Promoção Cultural do Museu da Inconfidência Margareth Monteiro, por último e também importante agradecemos ao vigilante Marcelo Martins, obrigado por toda alegria e educação com que recebe a todos os visitantes e colaboradores.
  • Agradecemos também a Secretaria de Turismo da Prefeitura Municipal de Ouro Preto, abrindo as portas dos atrativos turísticos e culturais para que possamos mostrar sua grandiosidade para todos que nos acompanham.

 

Informações Importantes:

  • Entrada: GRATUITA para todas as dependências do Anexo I.
  • Horários de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas.
  • Endereço: Rua Vereador Antônio Pereira, 33, Centro - Ouro Preto
  • E-mail: mdinc@museus.gov.br
  • Telefone: +55(31)3551-1121 ou 3551-4977

Site - Facebook - Instagram - Traçar Rota

Avaliações

2 Avaliações
Lâne Mabel Soares
Ouro Preto
Perfeito.

Local super aconchegante.

setembro 2018

Obrigada pelo comentário!

Essa avaliação foi útil?

0
Ótimo

Ótimo o site !

outubro 2018

Olá João. Obrigada pelo comentário. Ficamos felizes que tenha gostado.

Essa avaliação foi útil?

0
Anuncie